quinta-feira, 14 de abril de 2011

define-te

Sempre odiei aquelas perguntas que faziam nas entrevistas: "indique-me 3 qualidades suas que considera serem uma mais-valia e 3 características que gostaria de melhorar".
Por muito honesta que sejas, estás num processo de recrutamento..., entenda-se que queres ser convidada a trabalhar para aquele empregador.

Não passa pela cabeça de ninguém confessar que "olhe..tenho tendência para mentir e roubar mas ando a ser tratada num psiquiatra lá no posto de saúde... e desde que comecei com os anti-depressivos ando melhorzinha e nunca mais cortei os pulsos com a lâmina do meu pai... até porque, da última vez ele pregou-me um estalo e disse para eu nunca mais usar a lâmina dele; quem me contou foi a minha mãe porque eu estava inconsciente no chão da casa-de-banho. Mas só soube passado uns dias quando o inchaço da boca da minha mãe diminuiu..."!!

E as qualidades? depende do ponto de vista!  a ambição pode ser uma caracteristica positiva desde que não envenes a colega do lado para acompanhares o chefe à conferência em vez dela; ou então, a segurança e a confiança em ti que afinal... vais a ver e resume-se a prepotência e egocentrismo, e és uma tipa detestável.

Então... pelo menos eu, indicava aquelas que sendo inofensivas demonstravam atitude positiva, pró-activismo e dedicação. E a melhorar? talvez maior desenvoltura a falar em publico, uma língua estrangeira e domínio de uma qualquer tecnologia.

Mas afinal.. resume-se a isto? são estas respostas que lhes diz quem eu sou? o que é que me define?

A minha licenciatura, a minha média, a experiência profissional anterior, a forma como me apresento à entrevista, se cheguei a horas, se lhe enfrento o olhar, se tenho a resposta pronta, se transpiro ou pareço nervosa, se lhe pareço de confiança... se lhe suscito curiosidade....

Se .. mereço a oportunidade.

E mereço! e esforço-me, trabalho, dedico-me, entrego-me, sacrifico horas minhas e de outros!

No final... por muito estruturado e cientificamente comprovado que o método e o processo de recrutamento que a empresa utiliza seja... nada.. nada, nos prepara para a realidade dura e crua do dinheiro, do poder, da politica, do interesse próprio, do umbigo do outro, da antiguidade que afinal é um posto, da relação amorosa que é sinónimo de competência....que mostra a outra face dos que trabalham mesmo ao teu lado.

1 comentário:

  1. Desabafo critico, mas cómico, e muito bem escrito...
    Gostei de ler!

    ResponderEliminar